Ações de marketing para o arquiteto gerar diferencial e competitividade

Fazer um trabalho de qualidade não é o suficiente. Em uma área cada vez mais competitiva e de fácil entrada no mercado, aqueles que não sabem divulgar seu trabalho apresentando valor agregado acabam ficando para trás. Por isso, o profissional precisa dominar estratégias de marketing para ser visto e lembrado.

Se engana quem pensa que basta realizar um trabalho de qualidade para garantir sucesso na carreira. Um dos principais desafios de quem trabalha com arquitetura é, justamente, integrar suas técnicas e talentos aos conhecimentos de outras áreas completamente diferentes — o marketing, por exemplo.

Quem sabe expor seus projetos da forma correta, usando técnicas de divulgação e de networking, é capaz de superar até mesmo aqueles que apresentam um traço autoral totalmente original e encantador. Afinal, de nada adianta ter ideias incríveis se o mercado ainda não decorou o seu nome.

E não há segredos! Uma boa estratégia de marketing para arquitetos é fácil de executar, mas exige dedicação. Basta se esforçar e colocar algumas técnicas bastante simples em prática, sem deixar que a qualidade do trabalho final seja comprometida.

Há algumas ações que são consideradas requisitos básicos para uma boa divulgação e você vai poder conferir todas elas mais adiante.

 

Por que o marketing é tão importante para os arquitetos?

O marketing se tornou uma arma poderosa para os arquitetos, principalmente nos últimos anos, quando a internet e as redes sociais se popularizaram entre os profissionais da área. É por meio dessa estratégia que o autônomo no início da carreira tem a capacidade de se posicionar no mercado da mesma forma que um arquiteto renomado com anos de experiência.

A partir da construção de uma boa estratégia de marketing, com ações de diversas naturezas, o profissional passa a não depender da indicação para alcançar novos clientes, pois essa aquisição se torna muito mais natural.

Ele tem a capacidade de atuar de forma ativa em busca de consumidores em potencial, demonstrando profissionalismo e conquistando a confiança do público.

Em resumo, os resultados obtidos são dois. O primeiro deles é a redução significativa de custos em relação à aquisição de clientes, pois eles passam a ser atraídos de forma espontânea para conhecer o trabalho do arquiteto ou do escritório em questão. O segundo é a autoridade de mercado, uma vez que o nome do profissional ou empresa estará estampado por toda parte, junto aos seus projetos, se tornando referência quando o assunto é arquitetura.

 marketing é tão importante para os arquitetos

Todos esses benefícios podem ser gerados de forma simultânea, desde que um plano bem-estruturado seja colocado em prática. Além disso, é preciso ter em mente qual é o objetivo do arquiteto antes de realizar as ações, garantindo que o caminho ideal será trilhado para conquistar essa meta.

6 passos para um marketing de arquitetura eficiente

Entre tantas possibilidades de atuação, listamos sete que podem ser consideradas essenciais para qualquer um que deseje se tornar referência e aumentar sua carteira de clientes de forma significativa.

1. PRODUZA CONTEÚDO RELEVANTE PARA O SEU PÚBLICO

Não há nada mais eficiente do que a produção de um conteúdo relevante no ambiente online. Por meio de textos, infográficos, e-books, publicações nas redes sociais, vídeos ou qualquer outro tipo de material, o arquiteto é capaz de conquistar novos clientes enquanto tira as dúvidas deles.

Imagine a seguinte situação: um consumidor qualquer deseja reformar sua sala de estar e está em busca de orientações sobre como fazer isso, além de inspirações. A partir do momento em que ele faz algumas pesquisas no Google ou segue alguns perfis de arquitetura nas redes sociais, passa a considerar os autores desses materiais como seus aliados. Se o seu perfil ou blog é encontrado, oferecendo informações, tirando dúvidas, apresentando projetos anteriores e mostrando exemplos, a chance de esse cliente em potencial entrar em contato para fazer um orçamento é enorme.

marketing é importante para os arquitetos

Um bom começo para colocar essa ideia em prática é conversar com seus atuais clientes para levantar as principais dúvidas e curiosidades que eles tiveram antes de fechar negócio com seu escritório. Provavelmente, esses também são os questionamentos de várias outras pessoas, e respondê-los vai facilitar a tomada de decisão na hora da contratação.

Feito isso, crie seu perfil nas redes sociais mais interessantes, elabore um site com informações ricas, construa um portfólio cheio de referências e comece seu próprio blog, contando suas experiências e falando de forma aprofundada sobre o desenvolvimento dos seus projetos de arquitetura, usando técnicas de marketing de conteúdo sempre que possível.

Além disso, é importante saber como atrair o público no início da produção. Isso pode ser feito por meio de estratégias de SEO para gerar acesso orgânico no Google, impulsionando publicações nas redes sociais ou até mesmo criando anúncios com segmentação de público com base nas características dos clientes que se pretende alcançar.

2. INVISTA NAS REDES SOCIAIS COM FOCO EM IMAGENS

Textos ricos em informações e experiências são extremamente valiosos para os seus clientes em potencial. Mas a verdade é que, em uma área como a arquitetura, na qual o principal elemento de atenção é a questão estética, uma fotografia bem-tirada vale muito mais do que qualquer outro tipo de conteúdo.

Por isso, é importante estar presente nas redes sociais com foco em imagens, como o Pinterest, Instagram, Tumblr, YouTube, Vine e muitas outras possibilidades. É preciso estudar cada uma das redes para saber exatamente de que maneira usá-las no dia a dia de divulgação, pois elas têm uma lógica completamente diferente e trazem propostas de interação com os usuários de forma bem particular.

No Instagram, por exemplo, você terá a oportunidade de fazer pequenos vídeos de sua experiência com outros clientes em tempo real por meio dos stories. As fotos mais trabalhadas podem ser colocadas no feed diariamente, e há também a possibilidade patrocinar publicações ocasionalmente.

Enquanto isso, a abordagem do Pinterest está voltada à inspiração dos usuários, montando painéis ricos em referências e mesclando imagens de trabalhos autorais com fotografias de outros perfis.

O essencial é ter imagens bem-produzidas que traduzam exatamente o significado de cada projeto, permitindo que os usuários dessas redes captem a essência do trabalho, gerando ainda mais valor agregado para o portfólio do profissional.

É necessário saber escolher as melhores redes sociais para arquitetos com base no estilo do trabalho, além de levar em consideração os hábitos de consumo online do público que considera o ideal para se tornar cliente.

marketing é importante para os arquitetos

3. MARQUE PRESENÇA NOS EVENTOS MAIS IMPORTANTES

Não é só no mundo online que é possível fazer uma divulgação eficiente e que gere resultado. É essencial que o arquiteto marque presença nos eventos importantes do meio, tanto para humanizar seu contato com o mercado quanto para fazer networking com grandes nomes da área.

Esteja presente em vários tipos de ocasião, desde as convenções que contam com participantes de todo o Brasil e do mundo até pequenas exposições de artistas pouco conhecidos com um público bastante segmentado e local em galerias de bairro.

Obviamente, cada um desses eventos terá um propósito diferente. Os maiores terão como objetivo o aprendizado e o networking com grandes nomes do mercado, permitindo que o profissional se torne conhecido e comece a trabalhar sua rede de contatos para projetos futuros. Já os menores servem para se firmar enquanto referência e ter outros profissionais como aliados.

Mas ambos servirão também para tornar a estratégia de marketing mais humanizada e menos virtual, permitindo que todos vejam frente a frente o responsável pelo projeto.

Além disso, existem alguns eventos que devem estar na agenda do arquiteto anualmente, garantindo que essa ação seja colocada em prática com excelência. CASACOR, Design Weekend, Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo e muitos outros precisam ser frequentados por todo profissional pelo menos uma vez em sua carreira.

Então prepare-se, monte sua agenda e marque presença estrategicamente nesses eventos, pensando sempre sobre como fazer uma conexão entre essa aparição e as demais estratégias de marketing contidas neste artigo.

marketing é importante para os arquitetos

4. SAIBA TRABALHAR O MARKETING DE INDICAÇÃO

Uma indicação de um cliente vale ouro! Afinal, não há ninguém melhor do que uma pessoa que já contratou seus serviços para falar sobre a qualidade do resultado final e do atendimento ao longo da execução do projeto. Por isso, apesar de ser considerada uma técnica ultrapassada por muitos, o marketing de indicação pode ser sua arma secreta em momentos de dificuldade.

A realização de um bom trabalho gera a indicação automaticamente. Afinal, todas as pessoas que visitarem o ambiente elaborado vão elogiá-lo, fazendo perguntas sobre sua proposta e sobre como ele foi elaborado na prática. O proprietário, naturalmente, vai mencionar o autor do projeto, explicando um pouco sobre seu trabalho e indicando que eles também o contratem em alguma oportunidade.

Mas é possível atuar de forma mais ativa, realizando ações objetivas de diversas formas. Uma delas é oferecer descontos nessas circunstâncias. Por exemplo: a pessoa que fechar contrato a partir da indicação de um cliente anterior receberá um valor especial, além de gerar desconto para o indicador em uma segunda obra ou reforma.

Essa é uma proposta interessante tanto para o público quanto para o escritório de arquitetura, principalmente quando se trata de uma atuação de nicho.

Se você atua de forma especializada criando ambientes corporativos, por exemplo, o empreendedor que te contratar tem uma rede de contatos ampla e segmentada que pode ser trabalhada por você ao longo do tempo. Você pode ir oferecendo descontos e divulgando seu trabalho e, pouco a pouco, transformar essa rede em sua própria base de clientes.

5. ENTREGUE MUITO MAIS DO QUE É ESPERADO

Para que o arquiteto seja realmente valorizado por seu cliente, é preciso entregar muito mais do que foi prometido no contrato assinado por ambos. Não se trata de gastar mais do que estava previsto no orçamento, de realizar serviços extras ao longo da realização do projeto ou nenhuma outra estratégia que possa prejudicar o lucro durante o desenvolvimento do trabalho.

A ideia aqui é fazer mais do que a prestação de um serviço: é firmar uma parceria com o cliente enquanto o projeto é executado. Algumas coisas que o arquiteto pode fazer a partir dessa ideia são: realizar ajustes ao longo do tempo com base na necessidade dele, fazer consultorias periódicas que ajudem a estruturar melhor as ideias, indicar outros profissionais com serviços complementares etc.

A proposta vai muito além de oferecer um serviço em troca de dinheiro. É preciso que seja apresentado um valor agregado que mostre que aquele tipo de trabalho não será encontrado em outro lugar, garantindo tanto a satisfação quanto a indicação do arquiteto em outras oportunidades.

O nome dessa estratégia é marketing de relacionamento, e é a base principal para uma carreira sólida. Ela permite que o profissional cresça cada vez mais e se torne referência no mercado, tanto pela qualidade de seu trabalho quanto pela relação de confiança estabelecida entre seus clientes.

marketing é importante para os arquitetos

6. USE O ATENDIMENTO COMO ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO

Quem foi que disse que o marketing é uma estratégia que deve ser adotada pensando apenas na aquisição de novos clientes? Muito pelo contrário. Ele também pode e deve ser trabalhado com os que já foram conquistados, afinal é muito mais barato e vantajoso para o arquiteto trabalhar com pessoas que ele já entende e que têm certa confiança em seu trabalho.

O bom atendimento é a base para garantir a fidelização, pois é por meio do contato diário após a assinatura do contrato que os resultados são de fato considerados satisfatórios ou não. Existe uma série de cuidados que devem ser tomados durante esse atendimento para que o cliente não se sinta “deixado de lado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *