Ergonomia no design de móveis corporativos, entenda a importância

10/01/2019 Móveis planejados

Você já parou para pensar que o ambiente onde trabalhamos pode influenciar diretamente em nossa produtividade e disposição? Poucos gestores se dão conta, mas a ergonomia no design de móveis é um dos principais fatores que devem ser considerados para que haja praticidade e excelente fluxo de produção em um espaço corporativo.

Na hora de desenvolver um projeto, os especialistas da área devem considerar a matéria-prima, a estética e o mais importante: a ergonomia no design de móveis. Este último, consiste em um estudo do relacionamento entre o homem e o seu local de trabalho.

Que tal aproveitar o momento e se aprofundar no assunto? Hoje, você descobrirá a relevância dos móveis ergométricos e como aplicar essa ideia na sua empresa.

Projeto realizado pelo escritório Passarelli Zonis

Projeto realizado pelo escritório Passarelli Zonis e soluções de móveis planejados Marel Santos

Afinal, o que é ergonomia no design de móveis corporativos?

Arquitetos, engenheiros e profissionais do ramo já estão cansados de saber: sem a ergonomia não há um bom projeto de móveis. No entanto, esse conceito ainda é pouco entendido entre a população.

Para explicar melhor, a ergonomia, nada mais é, do que um estudo sobre a relação do homem com o seu espaço laboral. O principal objetivo é tornar o ambiente de trabalho mais confortável e também funcional para todos.

De acordo com a Norma Regulatória 17 (NR17), a ergonomia visa estabelecer parâmetros que possibilitam a adaptação do trabalho ao perfil psicofisiológico dos funcionários. Em outras palavras, os móveis serão integrados ao ambiente seguindo as características e necessidades dos colaboradores.

Investindo nesse conceito, uma empresa pode evitar que os seus funcionários sofram limitações físicas e psicológicas. Em geral, muitos desses problemas são causados pela péssima qualidade dos móveis, como é o caso de cadeiras e mesas quebradas, desalinhadas ou mal fabricadas.

Vantagens da ergonomia

Vantagens da ergonomia

Os benefícios de investir nos móveis ergonômicos são diversos. Dentre os principais, podemos destacar os seguintes:

  • mais qualidade de vida;
  • prevenção de acidentes;
  • prevenção de doenças de trabalho, tais como: hérnia de disco, dores nas costas, escoliose e dores ciáticas;
  • diminuição de gastos com afastamentos ou substituições da mão de obra;
  • aumento da produtividade;
  • valorização do profissional.

  • Como usar a ergonomia no design de móveis corporativos?

    Apesar de fundamental, a ergonomia no design de móveis ainda é um tema recente dentro dos ambientes corporativos. Por essa razão, é importante verificar se a sua mobília está adaptada aos usuários. Abaixo, destacamos os principais pontos que devem ser analisados no seu espaço:

    Cadeiras de escritório

    Quando falamos em escritório ou sala comercial, automaticamente, lembramos das tradicionais cadeiras ou poltronas. Isso porque, são nesses móveis que os trabalhadores passam a maior parte do tempo cumprindo as suas funções.

    • apoio para os braços: é fundamental que as cadeiras de escritório ofereçam apoio para os dois braços. Esse detalhe ajuda na sustentação dos membros, aliviando a tensão da coluna cervical e dos ombros;
    • regulagem: ao sentar em uma cadeira, os pés deverão ficar completamente apoiados no chão. Caso contrário, você poderá utilizar um apoio para os pés;
    • encosto: o encosto da cadeira é indicado para facilitar a curvatura da coluna vertebral. Nos móveis ergométricos, há a opção de regular a altura e a profundidade da cadeira para que a coluna vertebral do indivíduo fique bem apoiada.

    Mesas

    Podemos dizer que a mesa é o móvel mais presente nos escritórios ou empresas. É nessa mobília onde fica boa parte dos itens de trabalho, como computador, telefone, blocos de anotações e canetas.

    • altura: o recomendado é que a altura esteja entre 72 e 75 centímetros. A medida correta ajuda a manter a postura do indivíduo ereta, evitando a curvatura da coluna para frente;
    • profundidade: o móvel deve oferecer espaço suficiente para o computador, mouse e teclado, de um modo que o indivíduo fique a uma boa distância do monitor.
    • espaço para as pernas: é fundamental que a mobília conte com um bom espaço inferior para que o usuário não precise ficar com as pernas encolhidas.

    Toda empresa tem a obrigação de oferecer conforto e segurança. Não sabe como desenvolver um projeto de móveis planejados que sigam essas características? Agende um café conosco!

  • Ergonomia no design de móveis corporativos

    Projeto realizado pelo escritório Passarelli Zonis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *