Planejando os móveis sob medida para conviver com seu cão

28/03/2019 Life Style

Saber o porte do animal de estimação é bem importante para o designer ou arquiteto, pois o profissional usa esta informação para sugerir móveis que não fiquem em contato com o solo, evitando que o cachorro suba, arranhe e até faça xixi neles. Outra sugestão é pedir que os móveis que ficam em posições baixas tenham rodinhas que, além de facilitar a limpeza, na hipótese de que o cão faça suas necessidades por perto, também pode ser movido naquele ambiente.

Móveis em MDF são mais recomendados para conviver com animais, pois suportam melhor a umidade e são mais resistentes. Porém, se a casa já tiver os planejados instalados e conceber o cachorro após, há alguns produtos no mercado especializado que auxiliam os donos a treiná-los para ficar longe, principalmente das quinas dos planejados. Cachorros machos costumam urinar em locais que frequentam para marcar território. Se ele fizer xixi no móvel e continuar a sentir o cheiro, depois vai repetir a ação por saber que ali já está marcado. Em pet shops há um spray que deve ser borrifado no local sujo que tira o cheiro deixado pela urina, evitando que o animal volte a repetir o ato. Pedir recomendação ao veterinário é crucial para não utilizar nenhuma substância que possa prejudicar o cachorro e até mesmo crianças que costumam ser mais sensíveis a esses produtos.

Dicas de como evitar o contato entre o cão e o móvel sob medida

Manter um cachorro em casa é maravilhoso, tanto pela alegria que ele transmite, quanto pela companhia que ele faz. Mas, como ser vivo, eles necessitam de cuidados próprios. Tratando da forma correta, dificilmente eles sairão da linha. Para evitar que ele faça xixi dentro de casa e nos móveis eleja um lugar na casa em que ele poderá fazer as necessidades, use fraldas descartáveis próprias (que não deixam os detritos vazarem para o piso), indique o quintal, leve-o para passear constantemente e dê atenção suficiente para que ele não sinta a necessidade de aprontar alguma peraltice para mostrar que está ali – como roer os sapatos ou arranhar os planejados.

Caso o pet já esteja causando esse transtorno alguns especialistas indicam mostrar voz de comando em tom sério em negativa toda vez que o cão chegar próximo ao móvel, por exemplo. Borrifar água perto dele ou usar uma garrafa de água vazia com algumas pedrinhas dentro para fazer barulho também ajuda a educá-lo. De toda forma, converse com o veterinário antes de decidir qual a melhor forma de adestramento, mesmo com cães adultos. Afinal, o carinho do dono e a paciência salvam os móveis das peraltices do pet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *